sábado, 25 de abril de 2009

Conheça 6 verdades que você precisa saber


No mundo existem muitas coisas que não sabemos, mais existem seis que toda pessoa precisa saber.

1ª Verdade: Ninguém consegue tocar em todos os dentes da boca com a língua.

2ª Verdade: Todos os idiotas, depois de lerem a 1ª verdade, tentam tocar com a língua em todos os dentes que têm na boca…

3ª verdade: Descobrem que a 1ª verdade é mentira.

4ª Verdade: Começam a sorrir, porque concorda que é idiota

5ª Verdade: Tá pensando em pra quem vai enviar essas verdades por e-mail.

6ª Verdade: E continua com o sorriso de idiota na cara

PS : A palavra “idiota” no texto foi só para descontrair.

rsrsrs

segunda-feira, 13 de abril de 2009

BEIJO NA BOCA


É o ponto de partida de qualquer relacionamento.
O coração dispara, o corpo se aquece, a pressão arterial aumenta.
O beijo na boca desperta o corpo.
O olhar, o tato, o paladar, o olfato e a audição se intensificam. Por isso, o desejo sexual cresce, aumentando o prazer. Essa eletrização ocorre porque os parceiros se tocam em um ponto extremamente sensível. Os lábios percebem os toques com a mesma intensidade que a ponta dos dedos. Mas com uma grande vantagem: o apelo erótico.
"Os lábios só perdem em sensibilidade para o clitóris e a glande", afirma o sexólogo americano Daniel Stein.
Um ingrediente extra favorece o prazer: a fantasia.
No imaginário masculino, a boca se assemelha à vulva, o que torna um beijo de língua tremendamente excitante. Para os homens, essa carícia faz lembrar a penetração do pênis na vagina. E mais, o beijo é visto pelos sexólogos como um dos principais ingredientes da vida afetiva. A falta dele pode ser sinal de afetividade em baixa.
"O beijo exige entrosamento, carinho. Se os dois não estão felizes um com o outro, podem até conviver, mas fica ruim se beijar", explica a psicóloga Carla Zeglio, do Instituto Paulista de Sexualidade. "Muitas vezes o casal faz sexo, mas não beija na boca.Falta um sentimento mais forte", Conclui.
A questão da afetividade foi levantada pela pesquisadora inglesa Martha Stein, em 1980, ao avaliar o comportamento de 64 prostitutas. Ela assistiu, escondida em quartos de motel,a 1.230 relações sexuais. Na maioria delas não ocorreu beijo na boca, porque as mulheres temiam se apaixonar se fizessem isso.
Quanto mais se beija, mais se quer beijar.
Esse é o segredo para quem quer resgatar a prática.
"A gente tem de forçar a barra e achar um tempinho para encaixar o beijo na rotina", diz o psicólogo Aílton Amélio. Para despertar o desejo, basta fechar os olhos e relaxar.
Uma delícia, não? Então por que deixar para depois? Quer mais um motivo? Além de ser prazeroso, o beijo traz uma série de benefícios físicos e emocionais. O toque ardente dos lábios movimenta 29 músculos, provoca a pressão de até 12 quilos de um rosto contra o outro e eleva os batimentos cardíacos: eles saltam de 70 para 150 batimentos por minuto. Esse bombeamento sanguíneo aumenta a oxigenação das células, estimula as funções circulatórias e diminui a insônia e as dores de cabeça. A cada beijo de língua, trocam-se 250 bactérias junto com a saliva, o corpo queima 12 calorias e a produção de hormônios aumenta.
O nível de serotonina, substância química que dá a sensação de euforia e relaxamento, cresce. Por isso, beijar na boca acalma, ajuda a liberar sentimentos reprimidos, reduz o complexo de rejeição e alivia o estresse. Tudo em questão de instantes.
FELIZ DIA DO BEIJO!!!

No mundo existem muitas coisas que não sabemos, mais existem seis que toda pessoa precisa saber.

1ª Verdade: Ninguém consegue tocar em todos os dentes da boca com a língua.

2ª Verdade: Todos os idiotas, depois de lerem a 1ª verdade, tentam tocar com a língua em todos os dentes que têm na boca…

3ª verdade: Descobrem que a 1ª verdade é mentira.

4ª Verdade: Começam a sorrir, porque concorda que é idiota

5ª Verdade: Tá pensando em pra quem vai enviar essas verdades por e-mail.

6ª Verdade: E continua com o sorriso de idiota na cara

PS : A palavra “idiota” no texto foi só para descontrair.

rsrsrs

É o ponto de partida de qualquer relacionamento.
O coração dispara, o corpo se aquece, a pressão arterial aumenta.
O beijo na boca desperta o corpo.
O olhar, o tato, o paladar, o olfato e a audição se intensificam. Por isso, o desejo sexual cresce, aumentando o prazer. Essa eletrização ocorre porque os parceiros se tocam em um ponto extremamente sensível. Os lábios percebem os toques com a mesma intensidade que a ponta dos dedos. Mas com uma grande vantagem: o apelo erótico.
"Os lábios só perdem em sensibilidade para o clitóris e a glande", afirma o sexólogo americano Daniel Stein.
Um ingrediente extra favorece o prazer: a fantasia.
No imaginário masculino, a boca se assemelha à vulva, o que torna um beijo de língua tremendamente excitante. Para os homens, essa carícia faz lembrar a penetração do pênis na vagina. E mais, o beijo é visto pelos sexólogos como um dos principais ingredientes da vida afetiva. A falta dele pode ser sinal de afetividade em baixa.
"O beijo exige entrosamento, carinho. Se os dois não estão felizes um com o outro, podem até conviver, mas fica ruim se beijar", explica a psicóloga Carla Zeglio, do Instituto Paulista de Sexualidade. "Muitas vezes o casal faz sexo, mas não beija na boca.Falta um sentimento mais forte", Conclui.
A questão da afetividade foi levantada pela pesquisadora inglesa Martha Stein, em 1980, ao avaliar o comportamento de 64 prostitutas. Ela assistiu, escondida em quartos de motel,a 1.230 relações sexuais. Na maioria delas não ocorreu beijo na boca, porque as mulheres temiam se apaixonar se fizessem isso.
Quanto mais se beija, mais se quer beijar.
Esse é o segredo para quem quer resgatar a prática.
"A gente tem de forçar a barra e achar um tempinho para encaixar o beijo na rotina", diz o psicólogo Aílton Amélio. Para despertar o desejo, basta fechar os olhos e relaxar.
Uma delícia, não? Então por que deixar para depois? Quer mais um motivo? Além de ser prazeroso, o beijo traz uma série de benefícios físicos e emocionais. O toque ardente dos lábios movimenta 29 músculos, provoca a pressão de até 12 quilos de um rosto contra o outro e eleva os batimentos cardíacos: eles saltam de 70 para 150 batimentos por minuto. Esse bombeamento sanguíneo aumenta a oxigenação das células, estimula as funções circulatórias e diminui a insônia e as dores de cabeça. A cada beijo de língua, trocam-se 250 bactérias junto com a saliva, o corpo queima 12 calorias e a produção de hormônios aumenta.
O nível de serotonina, substância química que dá a sensação de euforia e relaxamento, cresce. Por isso, beijar na boca acalma, ajuda a liberar sentimentos reprimidos, reduz o complexo de rejeição e alivia o estresse. Tudo em questão de instantes.
FELIZ DIA DO BEIJO!!!